5 erros que você está cometendo em seu negócio de coaching

É certo que o coaching é uma atividade bastante rentável, e vem se tornando o plano B de muitas pessoas, ou até mesmo o plano A, tomando a carreira como sua renda e atividade principal.

Agora, existem 5 erros extremamente comuns no mercado de coaching que podem estar minando as suas chances de alcançar o sucesso que você deseja e merece.

Nesta artigo vamos explicar os 5 erros, para que você aprenda a identificar estes deslizes e consiga alinhar a sua carreira em uma direção mais sólida e consistente.

Erro #1 – Não tratar o seu negócio de coaching como um negócio

Certamente um dos erros mais comuns dos coaches é não entender que ter um negócio de coaching é mais que uma carreira, mas sim um negócio, uma empresa, uma atividade empresarial desenvolvida a partir da sua capacidade intelectual e conhecimentos técnicos.

Vendo desta forma, podemos pegar um bom apanhado de decisões de negócios que você provavelmente deveria estar pensando, mas não está.

Vamos explorar algumas perguntas chave:

  • Você tem as suas finanças pessoais controladas de forma separada da atividade de coaching?
  • Você se preocupa em abastecer uma estratégia de marketing que te traga clientes constantemente, ao mesmo tempo que aumenta a sua credibilidade para que o mercado esteja disposto a pagar mais pelo seu serviço?
  • Você tem um processo organizado de condução do processo de coaching de cada cliente, para conseguir gear um feedback consistente?

São alguns dos questionamentos mais básicos que precisam ser considerados ao trabalhar o seu negócio de coaching.

Erro #2 – Vender coaching

O segundo erro mais comum dos coaches está justamente em vender coaching.

Uma situação muito comum para as pessoas que entram neste universo do coaching é acreditar muito na metodologia – até aqui está ótimo, mas você precisa aprender que a sua paixão pelo método não necessariamente interessa para as pessoas que podem ser seus potenciais clientes.

As pessoas buscam soluções, e especialmente compram uma transformação, para sair do seu estado atual de sofrimento ou descontentamento e atingir um estado de felicidade plena, paz, prosperidade, ou qualquer que seja o objetivo.

Leia também:  Coaching de emagrecimento

Não saber trabalhar bem o desejo do cliente através do resultado te transforma em uma máquina de afirmação sobre os benefícios do coaching, mas não vende resultado.

Se o seu cliente for o capitão américa, você não vai conquista-lo ao dizer que ele participará de uma experiência militar a partir de um soro de engenharia genética, para se tornar um super soldado, mas vai sim conquista-lo quando disser que o caráter dele será uma grande vantagem na guerra, e ele tem uma oportunidade agora de participar de um processo que o transformará em um soldado funcional para servir o seu país, gerando menos baixas e garantindo uma vitória triunfante.

Erro #3 – Não estar presente nas redes sociais

Por mais que se fale sobre redes sociais, muitos coaches ainda não fazem um trabalho consistente nas redes sociais, do tipo que o trará mais notoriedade de mercado, além de atrair um fluxo constante de clientes.

Existem muitos coaches nas redes sociais, mas a maior parte deles está tão preocupado, novamente, em vender a ideia do coaching, que perde a noção de encantamento que precisa ser gerado para as pessoas sentirem-se inspirados o suficiente para fazer um processo.

Erro #4 – Não escolher um público-alvo

Aqui entra a história do médico – se você tem uma dor de joelho, prefere ser tratado por um clínico geral, ou por um ortopedista especialista em joelhos? Claramente você vai preferir que o seu atendimento seja feito pelo especialista.

O mesmo acontece no universo do coaching, onde o seu cliente se sentirá mais propenso a trabalhar com um coach que seja especialista no tipo de problema específico que ele precisa resolver.

Sendo assim, a equação fica bastante simples:

Leia também:  Pirâmide do sucesso

Erro #5 – Micro gerenciamento nos negócios

O negócio de coaching ainda conta com um sintoma comum em empreendedores iniciantes, que é o micro gerenciamento de decisões. Vamos à alguns exemplos bastante práticos:

  • As cores da sua logomarca não são prioridade – conseguir resultados consistentes para gerar depoimentos é prioridade;
  • O formato de post-it para aplicação da ferramenta na sessão não são prioridade – uma técnica afiada antes da sessão é mais importante;

Cuidado para colocar o foco nas prioridades corretas, afinal temos milhares de distrações que podem nos tirar do foco principal do negócio, que está em gerar resultados para os clientes.

Considerações

Pode-se perceber que em um negócio de coaching, o seu foco precisa estar afiado e bem direcionado para alcançar os maiores resultados.

A sua missão de ajudar pessoas como profissional de coaching é muito grandiosa, mas se você não trabalha bem a estrutura do seu negócio, de braços dados com a simplicidade e as boas práticas de empreendedorismo, rapidamente você pode se ver perdido em decisões que não foram planejadas, e consomem a sua energia e o seu foco no trabalho.

Se você realmente vai carregar a missão de coach para o mundo, assuma esta postura, se especialize e aprenda a administrar a sua carreira como um profissional de destaque.

Assine, não perca nenhum conteúdo:

5 erros que você está cometendo em seu negócio de coaching
5 - 4 votos
SistemizeCoach
Siga-me

SistemizeCoach

Uma única plataforma para gerenciar todo o processo de coaching. Com a SistemizeCoach, você não precisará de Excel, Word e Outlook para gerenciar as suas sessões.

Crie ferramentas visuais, armazene o histórico de suas sessões e tangibilize o processo com relatórios completos para o seu coachee.

CONHEÇA A PLATAFORMA
SistemizeCoach
Siga-me

Últimos posts por SistemizeCoach (exibir todos)

Um comentário em “5 erros que você está cometendo em seu negócio de coaching

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *