Como compreender seus pontos fortes e fracos com o coaching

O processo de coaching promove diversos benefícios para a mudança de comportamentos que ajudarão o cliente (coachee) a sair de um estado insatisfatório e alcançar o seu estado desejado.

Para que haja essa transformação de atitudes, é preciso que, primeiro, aconteça um aumento no nível de autoconhecimento do coachee. Esse olhar mais amplo sobre si mesmo deve ser feito de forma a trabalhar diversos aspectos, como, por exemplo a compreensão dos pontos fortes e dos pontos fracos do indivíduo.

Neste artigo falaremos mais sobre como os pontos positivos e negativos são importantes para o desenvolvimento pessoal ou profissional e como o coaching pode ajudar pessoas a compreender e adequar suas características aos seus objetivos de vida.

Qual é a importância de entender esses pontos?

Falando de maneira bem resumida, nossa personalidade é formada por pontos fortes e pontos fracos. Esses fatores positivos e negativos podem ser aumentados, diminuídos e até mesmo eliminados ao longo da vida, de forma consciente ou inconsciente.

Algumas pessoas acreditam que não temos a capacidade de mudar nossa maneira de se comportar, já que isso faz parte da essência do indivíduo. Porém, na verdade, podemos sim fazer ajustes na nossa personalidade. O que permanece enraizado para toda vida, na verdade, é o caráter, que é o ser bom ou mau, com variações de intensidade, dependendo da pessoa.

Para alcançarmos nosso estado desejado, precisamos ajustar nossas atitudes para que possamos caminhar, passo a passo, da maneira que for necessária, até o nosso objetivo final. E, para conseguirmos realizar as ações necessárias, precisamos conhecer, dentre outras características, nossos pontos fortes e pontos fracos.

No geral, quanto mais pontos positivos tivermos e mais intensos eles forem, melhor. Para os pontos negativos vale o inverso, quanto menos melhor e, quando houverem, que sejam brandos.

Leia também:  Por que fazer um processo de coaching?

Mas, como o coaching é um processo que visa focar no estado desejado do cliente, ou seja, no seu objetivo específico que o fez procurar a ajuda de um coach, é preciso trabalhar os pontos certeiros.

Para começar a usar o conhecimento dos pontos fortes e fracos a favor do coachee, é necessário conhecê-los e entender como eles influenciam no estado atual do indivíduo e o que deve ser mudado ou otimizado para o futuro.

Como funciona na prática do coaching?

O trabalho para o reconhecimento, a interpretação, o aumento dos pontos fortes e a diminuição dos pontos fracos do coachee é feito por meio de técnicas e ferramentas de coaching.

Abaixo você verá alguns métodos indicados para aumentar o autoconhecimento do cliente em relação aos seus pontos positivos e negativos relacionados ao seu estado desejado.

Técnica do Feedback sanduíche

Essa técnica pode ser aplicada em qualquer momento do processo de coaching, dentro de alguma ferramenta específica ou isoladamente.

A aplicação dela consiste em pensar em um sanduíche nas suas três camadas, sendo o “pão” os pontos positivos e o “recheio” os pontos negativos e o contexto a ser trabalhado.

Para começar, é preciso pedir ao coachee que defina os seus pontos positivos mais evidentes o como ele os enxerga. Após isso, é o momento de ir para o “recheio”, pedindo a descrição dos pontos fracos e suas relações com o seu objetivo específico (estado desejado).

Por fim, é preciso que o cliente fale sobre outros pontos fortes que lembrou e como todos os pontos positivos mencionados podem ajudá-lo a minimizar os pontos negativos para que ele atinja o seu estado desejado no processo de coaching.

Ferramenta análise SWOT

Essa ferramenta é um clássico da administração e da gestão de pessoas e foi adotada pelo coaching com grande sucesso. É, sem dúvida, um dos melhores métodos para trabalhar pontos fortes e pontos fracos do coachee.

Leia também:  Sessão de coaching passo a passo

A aplicação da análise SWOT é feita com um documento ou folha de papel com 4 quadrantes. Nos dois espaços superiores devem ser preenchidos com os pontos fortes e pontos fracos. Nos quadrantes inferiores, devem ser colocadas as oportunidades e ameaças.

A grande vantagem da ferramenta análise SWOT é que ela trabalha, além dos pontos internos do coachee, também as questões externas (oportunidades e ameaças). Esses quesitos são importantes para entender todo o contexto do coachee, o que o faz estar no seu estado atual e quais são as vantagens que devem ser utilizadas para que ele alcance o seu estado desejado.

Após o preenchimento da matriz SWOT, é preciso pedir para que o coachee analise tudo o que foi escrito e reflita sobre como o lado esquerdo do gráfico (fraquezas e ameaças) pode ser reduzido com a ajuda do lado direito (forças e oportunidades).

Assine, não perca nenhum conteúdo:

SistemizeCoach
Siga-me

SistemizeCoach

Uma única plataforma para gerenciar todo o processo de coaching. Com a SistemizeCoach, você não precisará de Excel, Word e Outlook para gerenciar as suas sessões.

Crie ferramentas visuais, armazene o histórico de suas sessões e tangibilize o processo com relatórios completos para o seu coachee.

CONHEÇA A PLATAFORMA
SistemizeCoach
Siga-me

Últimos posts por SistemizeCoach (exibir todos)