Como não procrastinar

Quem ainda não se pegou procrastinando em alguma coisa na vida? Exemplo brasileiro que acabamos de viver no mês de abril é a entrega do IR. Todo ano é sempre a mesma coisa, facilitem ou não, coisas que consideramos chatas, deixamos sempre para última hora, ainda mais quando temos Facebook, YouTube e WhatsApp a nossa volta.

Mas o que é procrastinar?

Procrastinação

“Ato ou efeito de procrastinar; adiamento, delonga, demora”. Segundo o dicionário, deixar para outro dia, ou para um tempo futuro, por motivos repreensíveis; adiar.

A pessoa que se habitua a fazer isso acaba acumulando-se de tarefas em poucas semanas ou abandonando atividades que teriam sido importantes de serem realizadas. O que a deixa sem ânimo ou pressionada cada vez mais.

O que muita gente não percebe é que para começar uma tarefa não é necessário ter ela totalmente sob seu controle, ou o dia certo, ou ainda os recursos necessários sob seu controle. Se você estiver sempre esperando pelo momento perfeito, provavelmente não vai saber reconhecê-lo. “O feito é melhor que perfeito.”

Como parar de enrolar e acabar com a procrastinação? É o que provavelmente você quer saber. Muitos buscam por técnicas, aplicativos e soluções. Alguns até ajudam, mas poucos resolverão se você não tiver essa decisão dentro de si.

Então eu resolvi juntar uma coletânea de dicas simples que podem ajudá-lo a parar de procrastinar e também se você é Coach como ajudar seu cliente a dar o Start necessário para as mudanças que ele veio buscar na sua ajuda.

Eu costumo entender as motivações internas dos meus coachees para ajudá-lo nesse processo primeiro. Depois implemento a cada sessão, além das tarefas que ele escolhe, uma ou duas tarefas quando o problema é procrastinação.

Para evitar a procrastinação:

Crie prazos

Decida quais tarefas você vai realizar durante o dia e quanto tempo poderá dedicar a cada uma delas. Fazer agenda na noite anterior é sempre útil para escolher as tarefas que irá realizar no dia seguinte. Além disso, eu começo sempre pela mais difícil ou pela que depende única e exclusivamente de mim.

Anote a data em que pretende acabar a tarefa ou divulgue seu desafio nas redes sociais

Determine horários para completar as suas tarefas e em última instância use o aplicativo StickK, onde você coloca seus compromissos que se propõe a cumprir no prazo e caso você não os cumpra, você paga o dinheiro que se comprometeu pagar para uma instituição que detesta, ou para um amigo no caso de descumprimento. É meu amigo, muita gente só aprende ou para de ter um mal comportamento pela dor!

Reúna todos os seus prazos em um mesmo calendário

Usar uma única agenda ou calendário deixa visível o fato de que as suas tarefas de amanhã dependem da conclusão das tarefas de hoje, e ainda você poderá marcar com um ”X” quando concluir a tarefa, e assim sua meta poderá passar a ser completar uma semana ou dez dias de ”Xs” sem interrupção, fazendo aquele pouquinho que se comprometeu.

Crie tarefas desafiadoras

Se você considera suas tarefas muito simples, existe uma grande chance de você perder o interesse nelas. O entusiasmo é um ingrediente necessário para que as suas tarefas sejam realizadas dentro do prazo e com qualidade, portanto, procure incluir desafios nas suas tarefas diárias.

Mas cuidado, objetivos difíceis demais vão fazer o efeito contrário e acabarão por desencorajá-lo.

Mude de ambiente

Muitas vezes o lugar onde trabalhamos contribui para a procrastinação. Se você se sente entediado na sua mesa, procure mudar um pouco o ambiente de trabalho. Quando suas tarefas te permitirem, trabalhe ao ar livre ou simplesmente troque de lugar.

Adote um sistema de parcerias

Trabalhando em um sistema de parceria, você se sente obrigado a dar satisfação do seu trabalho para mais alguém além de você mesmo. Isso aumenta o seu senso de responsabilidade. Para mim é o que melhor funciona!

Leia também:  Como encontrar um coach?

Passe mais tempo com pessoas que não procrastinam

Procure estar com pessoas que inspiram você e que gostem do que fazem. Você pode pegar dicas valiosas e aprender com essas pessoas. Procure saber como elas conseguem aquilo que é difícil para você. Peça conselhos para alcançar os seus objetivos.

Elimine as distrações

Faça uma lista de tudo aquilo que te distrai das suas obrigações e procure afastar-se disso.

Se force a ir adiante

Quando você sentir que está perdendo o interesse no que está fazendo, procure olhar os pontos positivos daquilo e entenda quais consequências esses projetos trarão para você.

Recompensas para você

Reconheça que o seu trabalho tem valor. Saiba de que maneira você é importante para aquele projeto e comemore com algo que você estava esperando a tempos, se recompense quando os objetivos forem alcançados. Manter-se focado em um mesmo projeto pode ser cansativo, mas sabendo o seu valor, é mais prazeroso terminá-lo.

Faça pausas moderadas

Crie algumas pausas estratégicas para renovar as energias. A cada 90 minutos, ou ao terminar uma tarefa, levante da sua cadeira e dê uma volta, vá ao banheiro, pegue um café (para os que tem o diagnóstico de TDAH, use a técnica de Pomodoro), mas não exagere: um intervalo de 5 a 10 minutos é mais que o suficiente para dar uma refrescada na cabeça. Mais do que isso pode se tornar um tempo desperdiçado, além de dificultar a sua volta para o foco em outros afazeres.

Determine suas prioridades

Em vez de pensar na quantidade, preste mais atenção na qualidade de seus afazeres. Ou seja: reveja o que tem que ser feito e determine o que é mais importante no momento, avaliando relevância e prazos. Uma boa estratégia é escolher quatro tarefas para serem iniciadas e finalizadas durante o dia. Se esse número for bom o bastante, continue, senão, o aumente ou o diminua de acordo com suas necessidades.

Evite interrupções

Cada vez que você é interrompido, seu corpo demora um tempo para retomar o foco no trabalho. Logo, faça a sua parte para se manter atento: se possível, feche o navegador da internet, a caixa de e-mails e deixe o celular no silencioso. Crie horários para checar e-mails, notícias e suas redes sociais, porém mesmo durante esse período determinado, priorize as mensagens que dizem respeito ao trabalho.

Pense em consequências positivas

Deixamos de colocar em prática várias ideias com potencial antecipando o fracasso. Procure visualizar resultados positivos de sua ação, sejam eles os benefícios para a sua carreira ou para sua vida pessoal, como seu salário e as contas pagas, por exemplo.

Saia da sua zona de conforto

Não fazer sempre será o caminho mais fácil. Mas tenha em mente que nada acontecerá se você não se esforçar. Você precisa querer e ter motivos fortes para isso.

Acredite em si mesmo

Não veja o seu trabalho como uma mera função: lembre-se de que o papel que você desempenha – não importa qual seja –, faz diferença dentro do ambiente no qual você está e para as pessoas que nele trabalham.

Pense no que você faz, as razões de o estar fazendo e o que quer disso tudo. Avalie suas possibilidades de crescimento e desenvolvimento. Tendo um lembrete diário desses fatores, aumenta suas chances de aproveitar ao máximo seu potencial.

A regra dos 2 minutos para não enrolar mais

Se você já faz o básico para ser uma pessoa um pouco mais produtiva, com certeza você tem uma lista de tarefas diárias. Se ainda não fez uma lista de tarefas diárias, faça agora! Não tem como parar de procrastinar se você nem sabe quais são suas tarefas do dia.

Leia também:  Por que fazer um processo de coaching - Guia completo

A regra de 2 minutos acaba com a procrastinação e supera a preguiça, tornando tão fácil executar suas tarefas de forma que você nem consiga dizer “não vou fazer isso”.

Existem duas partes para a regra de 2 minutos:

Parte 1: se uma tarefa for demorar menos de 2 minutos para ser realizada, faça agora!

  • É surpreendente como temos diversas tarefas em nossa lista de afazeres que podem ser feitas em menos de 2 minutos. Por exemplo, lavar seu prato após o almoço ou jantar, tirar o lixo, arrumar sua mesa de trabalho antes de ir embora, enviar um email e assim por diante.
  • Se vai levar menos de 2 minutos para ser feita, simplesmente faça!

Agora, se alguma tarefa levar mais de 2 minutos para ser feita, pule para a parte 2.

Parte 2: Para todas as grandes metas da sua vida, tudo pode começar com apenas 2 minutos.

Isaac Newton disse certa vez que os objetos em repouso tendem e continuar em repouso e os objetos em movimento tendem a continuar em movimento. Isso é tão verdadeiro quando falamos em maçãs ou seres humanos.

A regra dos 2 minutos é essencial para atingir, além de pequenas metas, grandes metas também. Uma vez que você começa algo novo, a tendência é que possa possa continuar fazendo. A regra de 2 minutos é perfeita e se encaixa muito bem com a ideia de que todas as coisas boas em sua vida acontecem quando você começa a agir.

Lembre-se, todo novo hábito começa com algo pequeno, devagar, pouco a pouco, mas de forma consistente.

A regra de 2 minutos não é sobre alcançar resultados, é sobre começar algo agora. O foco está em começar e a partir daí, deixar as coisas fluírem.

Comece já!

Fontes de consulta:
http://noticias.universia.com.br/educacao/noticia/2016/05/04/918622/
http://hypescience.com/7-mitos-da-produtividade-desbancados/
http://www.olheforadacaixa.com/como-parar-de-enrolar/

Assine, não perca nenhum conteúdo:

Katia Vega Kestenberg
Siga-me

Katia Vega Kestenberg

Master Career & Life Coach / Psicóloga em Vega Coaching Gestão de Carreiras & Desenvolvimento de Pessoas
Katia Vega, foi profissional de RH por mais de 22 anos em empresas de Consultorias em Tecnologia e RH, onde exerceu o papel de Gestora de área e equipes conduzindo processos de seleção e treinamento operacional/técnico, bem como elaborou e aplicou programas de estágio e trainees.

Katia Vega é também Consultora de Carreira realizando treinamento comportamental, tendo realizado projetos em Orientação Profissional, Coaching e Gestão de Carreira para empresas Nacionais/ Multinacionais e pessoas físicas.

Trabalhou em projetos para: Rede Globo de Televisão, Sistema Globo de Radio, Postos BR, Unilever, VALE, Coca-Cola, (Esso)Cosan , Supervia, Transocean, Construtora Queiroz Galvão ao longo de sua carreira.
Possui Graduação em Psicologia, Pós graduação em Psicoterapia Breve Integrada e formação em Terapia Cognitivo comportamental, tendo se especializado na área clinica com adultos TDAH.
Possui certificação pela Sociedade Brasileira de Coaching em Master, Positive, Executive & Leader Coach e Business Coach pela Focal Point de Brian Tracy.

Desde 2008 vem dedicando a ajudar profissionais na estrutura de um planejamento pessoal e profissional, aumentando a produtividade e realizando transição para uma nova etapa de carreira, diminuindo assim a sensação de confusão interna e alcançando mais segurança, autoestima e autoconfiança. Coordenou o primeiro grupo de estudos no RJ para Coaches, na Rio Coaching e realiza mentoria para novos coaches que necessitem de apoio.
Katia Vega Kestenberg
Siga-me

Últimos posts por Katia Vega Kestenberg (exibir todos)