Mindfullness no coaching

Falta de foco, estresse, desmotivação, frustração e diversos outros problemas bastante comuns na vida moderna acabam desviando a nossa atenção e causando complicações secundárias.

Quando a mente fica muito inquieta, há uma dificuldade maior em manter a concentração em si mesmo e nas ações que devem ser feitas. A produtividade também costuma ficar comprometida e, com isso, a procrastinação se torna mais presente.

Por isso, a prática do mindfullness é cada vez mais aplicada em diversos casos e contextos, como, por exemplo, em um processo de coaching. Confira abaixo algumas informações importantes sobre esse conceito e como ele pode ser muito bem aproveitado dentro da dinâmica de uma sessão de coaching.

O que é mindfullness

Em português, o termo mindfullness é traduzido como “atenção plena” e denomina uma filosofia inspirada nas práticas de meditação budista. Ou seja, mindfullness é um método que foca no estado mental presente, sem interferências de autojulgamentos ou de fatores externos.

A atenção plena deve ser adquirida por meio de dois elementos centrais: a consciência e a aceitação. A consciência do indivíduo é o olhar sobre os seus sentimentos, sensações e pensamentos. A aceitação é despir-se de julgamentos, percebendo suas atitudes e realidades sem análise de bom ou mau, certo ou errado.

A aplicação do método do mindfulness não consiste em uma fórmula ou apenas uma técnica de atenção plena, qualquer ação que faça um indivíduo atingir esse estado mental é válido.

Algumas pessoas se sentem em atenção plena quando estão em meditação, outras preferem ouvir uma música relaxante. Há também quem prefira falar ou ficar de olhos abertos enquanto atinge o seu estado de mindfulness.

Como usar o mindfullness no coaching

Diversas técnicas de atenção plena podem ser usadas durante as sessões de coaching para ajudar os coachees a ficarem com a mente mais “limpa” para responder as perguntas, tomar decisões e escolher as suas ações.

A mais clássica e fácil de aplicar é a famosa meditação, que pode ser feita com acompanhamento de música relaxante ou em silêncio. A posição para meditar pode ser sentada no chão, em uma cadeira, deitada ou com as pernas esticadas e costas encostadas em uma parede. O importante é que a pessoa fique em uma posição em que achar mais fácil esvaziar a sua mente.

Leia também:  Confidencialidade nos processos de coaching

Outra maneira bastante eficaz e mais rápida do que a meditação é a respiração diafragmática. Em alguns segundos de movimentos respiratórios gerados pela contração do diafragma já é possível aumentar a sensação de mindfullness.

Falando em técnicas fáceis, podemos citar também o alongamento muscular. Essa atividade física pode ser feita por pessoas de qualquer idade, promovendo uma sensação de relaxamento corporal e mental. Uma técnica adicional que pode ser aplicada é pedir que o coachee imagine as suas tensões e julgamentos saindo do seu corpo pelas extremidades dos membros alongados.

Também podem ser aplicadas as metodologias milenares de consciência corporal como a yoga e o tai chi chuan. Essas técnicas exigem um pouco mais de conhecimento para serem aplicadas, mas, podem ser usados alguns movimentos mais simples com o intuito de promover a atenção plena do coachee.

É importante analisar a personalidade e o grau de estresse dos coachees para escolher a melhora maneira de promover o mindfullness. Pessoas mais agitadas e estressadas costumam preferir exercícios de respiração e estímulo sonoro. Indivíduos mais melancólicos e calmos podem apreciar técnicas de alongamento, meditação e movimentos de tai chi chuan ou yoga.

Outro ponto a ser levado em conta é o período que o coach deve usar para aplicar algum método de mindfullness. Geralmente, deve-se utilizar uma técnica apenas nos primeiros minutos iniciais de uma sessão. Em casos especiais, também é possível fazer uma pausa com o coachee para que ele entre em estado de atenção plena para somente depois continuar a sua sessão.

Benefícios do mindfullness no coaching

Além de promover uma atenção plena, com aumento da consciência e neutralidade, o mindfullness beneficia os clientes de coaching de diversas formas, secundariamente.

Leia também:  Uma vida ampla, abundante e completa!

A mente funcionando de forma mais clara e aberta para o presente faz com que o coachee visualize melhor o seu estado atual. Além disso, ele consegue perceber com mais facilidade quais são as suas forças e também suas fraquezas.

A diminuição da sensação de estresse auxilia na percepção de pontos positivos da sua realidade e oportunidades que o coachee poderá aproveitar no seu momento atual e também em um futuro próximo.

Assim como o estresse e a irritação, o autojulgamento também é um fator que impede, muitas vezes, o coachee de agir conforme o seu objetivo. No estado de mindfullness, o indivíduo começa a pensar nas suas atitudes sem culpa ou crenças limitantes, analisando os fatos sem colocar carga sentimental.

No estado de atenção plena, o coachee deve aceitar a sua realidade sem interferências externas ou das suas próprias sensações. Porém, com essa consciência ampla, deve conseguir se sentir em posse da sua vida e tomar as decisões certas para percorrer o melhor caminho rumo ao seu estado desejado.

Assine, não perca nenhum conteúdo:

SistemizeCoach
Siga-me

SistemizeCoach

Uma única plataforma para gerenciar todo o processo de coaching. Com a SistemizeCoach, você não precisará de Excel, Word e Outlook para gerenciar as suas sessões.

Crie ferramentas visuais, armazene o histórico de suas sessões e tangibilize o processo com relatórios completos para o seu coachee.

CONHEÇA A PLATAFORMA
SistemizeCoach
Siga-me

Últimos posts por SistemizeCoach (exibir todos)