Passos para não julgar os coachees

A relação entre Coach e coachee é importante para ambos, e para melhor sucesso dela, é importante não julgar o coachee. Provavelmente se alguém está fazendo um Coaching, em qualquer área, é porque entende a relevância desse acompanhamento para engrandecer sua vida. Para isso, algumas atitudes devem ser observadas pelo Coach.

Nao julgue os coachees

Dicas para não julgar os coachees nos atendimentos:

  • Manter a mente aberta: Observe que as outras pessoas têm experiências de vida, valores e visão sobre o mundo que podem divergir as nossas próprias percepções e nem por isso estão erradas. São apenas diferentes.
  • Exercitar a flexibilidade: Evite o desejo de impor nossas crenças, sobre as inúmeras questões que existem e que não tem uma “verdade absoluta”.
  • Exercitar a empatia: Amplie a conexão com o mundo e com o cliente, pense que você pode influenciar positivamente seu relacionamento.
  • Pensar positivo: Pensamentos negativos e críticas, mesmo que internas, não colaboram para mudança de comportamento e estimulam o julgamento. Evite-os e mantenha o pensamento sempre positivo.
  • Focar sua atenção na informação: Foque seu pensamento nas informações que o coachee está te passando, apresentando postura neutra e atenta, evitando encaixar estas informações em padrões de certo ou errado categoricamente.
  • Desenvolver a compaixão que existe em si: Desenvolva pelo outro, sentimentos de compaixão e desejo de melhoria.
  • Ser pragmático: O foco do Coach deve ser o comportamento apresentado e/ou as informações apresentadas pelo coachee e os resultados destes. Através disto trabalhe com técnicas, métodos e ferramentas para obter resultados positivos satisfatórios.
  • Treinar a própria mente: Julgar é inerente ao ser humano e irá acontecer. Autoconhecimento, treino e prática são fundamentais para mudança de um estado mental de julgamento para, foco em resultados e melhorias.
  • Ter total consciência sobre o impacto da sua opinião sobre a vida de outra pessoa: Desenvolva o bom senso quanto a necessidade da análise comportamental do cliente.
  • Buscar sempre a melhoria: Aprimore seus conhecimentos sobre o mundo, culturas diferentes, padrões sociais, origens de comportamento emocional entre outros. Estude, pesquise, compreenda.
  • Desenvolver a capacidade de identificação de perfil e competências: Aproveite o melhor que cada um pode oferecer, faça com que seu cliente supere sempre seus próprios limites.
  • Ver o próximo como um Ser Humano em potencial: Enxergue o melhor de cada um. Utilize suas maiores habilidades para obter ao final de todo processo, felicidade mútua.
  • Utilizar mecanismos de autopercepção: Perceba quantas vezes por dia você adquire pensamentos julgatórios, transforme-os de julgamentos em pensamentos analíticos e estratégicos. Por exemplo: sempre que notar que está com pensamentos de “crítica”, “condenação”, “categorização”, mexa no cabelo, aperte um dedo.
  • Aprender a aceitar as diferenças: Elas estão sempre presentes em nossas vidas. Podemos julgar por religião, profissão, gênero, sexualidade. Tudo que diverge de nós mesmos nos remete a um pré-julgamento.
  • Seja disciplinado: Não julgar requer raciocínio lógico, atenção, cuidado, carinho e mudança de padrão de comportamento.
  • Rever suas crenças: Periodicamente reveja as suas crenças, seus valores e sua percepção do mundo. Saiba o significado de cada uma e a importância referente a elas. Utilize técnicas de ressignificação para entender melhor o seu cliente.
Leia também:  Como o coachee pode avaliar o processo de coaching

Assine, não perca nenhum conteúdo:

SistemizeCoach
Siga-me

SistemizeCoach

Uma única plataforma para gerenciar todo o processo de coaching. Com a SistemizeCoach, você não precisará de Excel, Word e Outlook para gerenciar as suas sessões.

Crie ferramentas visuais, armazene o histórico de suas sessões e tangibilize o processo com relatórios completos para o seu coachee.

CONHEÇA A PLATAFORMA
SistemizeCoach
Siga-me