Quando a dúvida se instala

Já se sentiu perdida alguma vez na vida? Já se sentiu sem direção pessoalmente ou profissionalmente?

Não é tão raro assim e não raro também que isso aconteça na vida de um Coach.

Lembro-me que quando fiz a primeira formação de coaching, ouvi uma pergunta dentro da sala:
– Quanto somos aqui nessa sala? Dizia o instrutor.
– 85!
– Pois é, quantos de vocês vão sair daqui e aplicar coaching em suas empresas ou até mesmo como uma nova carreira? Acho que levantou-se pelo menos umas 78 mãos.  E ele continuou:
– Sabe quantos estarão trabalhando com isso daqui há 1 ano?
Cerca de uns 25! Respondeu.
– E daqui há uns 5 anos?
Uns 6!
E daqui a uns 10 anos?
Apenas 1 de vocês!

A turma se calou, fez-se um silêncio de dúvida. E eu cá pensava: esse 1 sou eu! Tinha certeza disso.

Bem, sete anos se passaram e sabe o que eu descobri?  O meu instrutor estava parcialmente errado! Daqueles 85, hoje trabalham exclusivamente com coaching e vivem disso, (até onde eu sei) 3, contando comigo. E ainda não se completaram 10 anos!

Bem, o fato é que quando a gente saiu daquele domingo do hotel, depois de 8 dias longe dos familiares, cheia de ideias na cabeça, empolgada por ter concluído aquele curso tão intenso e chega a segunda-feira, você está certo de que vai funcionar!

Naquela época, não tinha nem porque pensar diferente, afinal, ninguém nem sabia o que era o tal do C O A C H I N G.  Aqui na cidade grande, já se falava que era algo fantástico, porque nas empresas e nos esportes isso já era uma realidade que mudava o mindset das pessoas.

Pois bem, tudo foi bem até que uma onda incomensurável chegou como um tsunami, na vida dos Coaches, chamado marketing digital. Já ouviu falar? (Se não ouviu, disfarça e corre lá no Google para entender o que é, porque provavelmente você está prestes a ser engolida por ele, se ainda não foi).

Peguei a primeira prancha de surf que encontrei pela frente e passei a boiar nela, chamei a atenção para alguns colegas Coaches do que estava chegando, uns ouviram, mas preferiram correr, outros entraram na onda e começaram a nadar, uns já sabiam surfar e rapidinho se aprumaram sob sua prancha de qualidade e estão se destacando na crista dela e como não poderia deixar de ser, outros sucumbiram.

Leia também:  Como gerar valor para seus clientes de coaching

Toda essa metáfora para dizer que muitas vezes quando você estava lá na sua zona de conforto trabalhando naturalmente e se orgulhando de poder viver por cerca de 12 anos sem carteira assinada, feliz por se manter com uma boa média de retirada mensal, pode de uma hora para outra, ser abalada por mudanças bruscas e que te farão parar e se questionar se é isso mesmo que você deveria estar fazendo.

Duvida coaching

De repente nada mais do que você faz, funciona tão bem quanto deveria. Seria pelo fato de ter tirado o foco do dia a dia e tentado se antecipar as novidades que viriam? Seria o fato de ter concorrência mais bem aparelhada e não necessariamente experiente, porém com um arsenal de domínio nessa parafernália que é a tecnologia do marketing? Sinceramente ainda estou a procurar a resposta correta.

Bem, então o que fazer quando a dúvida se instala?

  1. Observe o que está acontecendo a sua volta e o que está vindo na sua direção. Não ignore, porque chegará até você e simplesmente pode nem ter “prancha” para se salvar.
  2. Seja rápido em suas decisões,  de continuar onde está ou de mudar.
  3. Se decidir mudar, defina como, quanto, em que ou em quem investir. Lembre-se: muito dos depoimentos que você assiste nesse programas “salva-vidas” , são incentivados por prêmios para quem fizer o melhor vídeo-depoimento e não necessariamente porque esse curso é bom, além disso, muito embora o conteúdo das fórmulas mágicas seja bem interessante e os bônus ainda mais, eles por si só, não são suficientes. Então você termina o curso e tem que fazer pelo menos uns tantos mais para aprender a tocar seu novo negócio digital.
  4. Busque um mentor (que equivale a um instrutor de surf) para discutir com ele os passos que você está dando. E como você está se saindo na prática.
  5. Saia do lugar comum de culpar erros do passado ou mesmo crises externas que tentam justificar o que não está funcionando agora.
  6. Foque no que você precisa aprender e em quem você quer ajudar.
  7. Mantenha-se calmo o quanto possível e não tente absorver muito mais conhecimento.
  8. Converse com outros colegas, participando de grupos onde possam estar seus prospects ou parceiros.
Leia também:  Ferramenta de coaching Roda da Vida

E acima de tudo, não desista!

Assine, não perca nenhum conteúdo:

Quando a dúvida se instala
Avalie este post
Katia Vega Kestenberg
Siga-me

Katia Vega Kestenberg

Master Career & Life Coach / Psicóloga em Vega Coaching Gestão de Carreiras & Desenvolvimento de Pessoas
Katia Vega, foi profissional de RH por mais de 22 anos em empresas de Consultorias em Tecnologia e RH, onde exerceu o papel de Gestora de área e equipes conduzindo processos de seleção e treinamento operacional/técnico, bem como elaborou e aplicou programas de estágio e trainees.

Katia Vega é também Consultora de Carreira realizando treinamento comportamental, tendo realizado projetos em Orientação Profissional, Coaching e Gestão de Carreira para empresas Nacionais/ Multinacionais e pessoas físicas.

Trabalhou em projetos para: Rede Globo de Televisão, Sistema Globo de Radio, Postos BR, Unilever, VALE, Coca-Cola, (Esso)Cosan , Supervia, Transocean, Construtora Queiroz Galvão ao longo de sua carreira.
Possui Graduação em Psicologia, Pós graduação em Psicoterapia Breve Integrada e formação em Terapia Cognitivo comportamental, tendo se especializado na área clinica com adultos TDAH.
Possui certificação pela Sociedade Brasileira de Coaching em Master, Positive, Executive & Leader Coach e Business Coach pela Focal Point de Brian Tracy.

Desde 2008 vem dedicando a ajudar profissionais na estrutura de um planejamento pessoal e profissional, aumentando a produtividade e realizando transição para uma nova etapa de carreira, diminuindo assim a sensação de confusão interna e alcançando mais segurança, autoestima e autoconfiança. Coordenou o primeiro grupo de estudos no RJ para Coaches, na Rio Coaching e realiza mentoria para novos coaches que necessitem de apoio.
Katia Vega Kestenberg
Siga-me

Últimos posts por Katia Vega Kestenberg (exibir todos)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *