Um coach deve ser cliente em um processo de coaching?

O coach hoje tem a imagem de ser o profissional que vive em constante processo de aperfeiçoamento e desenvolvimento, para estar cada vez mais preparado para assistir os seus clientes em qualquer demanda.

Mas será que parte deste processo de desenvolvimento deve ser um processo de coaching para coaches? Um coach deve fazer coaching?

Neste artigo nós vamos discutir um pouco este aspecto do desenvolvimento de um coach, para entender se é comum que um coach passe por um processo de coaching para coaches.

Quando um coach deve fazer um processo de coaching?

Talvez um certo misticismo possa ser criado a redor da imagem do coach, afinal a forma como os coaches tem aprendido a se mostrar na internet é de ser um profissional completo, preparado e à prova de balas quando o assunto é desenvolvimento.

A verdade é que o coach, antes de coach, é nada mais que um ser humano assim como as demais pessoas, e fazer parte de um processo de coaching para coaches é benéfico para todas as pessoas que tenham grandes objetivos, ainda que o coach já conheça muito sobre o processo de conquista de resultados.

Durante um processo de coaching para coaches, o coach tem a oportunidade de explorar novos campos, ou até mesmo a liberdade de ser desafiado pelo seu coach a alcançar os resultados que ainda não alcançou em determinada área de sua vida.

O coach não é uma pessoa com poderes superiores, é apenas uma pessoa que entende melhor como funciona o jogo de conquistar resultados.

Auto-coaching ou escolher um coach?

Existe um processo interno que normalmente é incentivado nos coaches de praticar o auto-coaching, que é o simples hábito de auto-observação, afim de buscar novos e maiores resultados a partir de sua própria iniciativa.

Este processo é benéfico, e não precisa se limitar apenas ao coach – todas as pessoas têm a oportunidade de se questionarem na intenção de evoluir, mas ao se manter apenas no processo de auto-coaching, o coach perde uma oportunidade.

Leia também:  O que é empoderamento, e que relação tem com o coaching?

Agora, fazer um processo de coaching para coaches é um processo de aprender seus próprios limites, e permitir que outra pessoa esteja encarregada de direcionar o seu próprio desenvolvimento.

Isso tira um peso de nossas costas – afinal já cuidamos de tantos coachees, e merecemos alguém que cuide do nosso desenvolvimento também.

Coaching ou mentoria?

O mercado de coaching está repleto de coaches de coaches, mentores de coaches, mentor-coaches, processos de coaching para coaches e diversas outras nomenclaturas que podem acabar confundindo.

A diferença de um processo de mentoria é que o mentor deve guiar o seu mentorado à seguir um caminho de desenvolvimento da qual ele já vivenciou – muito comum para a área de negócios e vendas.

Já o processo de coaching é um trabalho de busca interna e pessoal, para atingir um novo nível evolutivo pessoal – diferente de uma mentoria, que já tem uma direção, o coaching não começa por uma direção, mas sim por uma intenção.

Então existem benefícios nos dois processos, mas o coach que está participando de uma mentoria não está necessariamente passando por um processo de transformação interna – e um trabalho não exime da necessidade do outro.

Como um coach deve escolher seu coach?

Ao pensar no processo de coaching para coaches, é um processo interessante de escolher para si próprio alguém para a qual delegar o seu próximo nível – existe um exercício interessante de se colocar no lugar de ser um cliente novamente.

Há muitos aspectos para considerar no momento de contratar um coach para si, mas as perguntas que você deve fazer devem estar conectadas à aquilo que você realmente quer realizar no momento em que está.

Neste momento nós percebemos também a importância de ter um nicho de mercado, e então poder inspirar outras pessoas à olhar para nós como solução.

Um coach que quer potencializar seus resultados financeiros, por exemplo, deve olhar para os coaches financeiros que tem as capacidades e conhecimentos específicos que poderão leva-lo aos resultados que desejar.

Leia também:  Executive Coaching

A pergunta que poderá te guiar durante este processo de escolha pode ser:

Qual é o resultado que eu quero para minha vida, mas que será tão grandioso ou tão necessário, que eu prefiro ter o apoio de um especialista para me ajudar?

Este é o tipo de oportunidade que também faz a roda do mercado girar, fazendo com que coaches tenham a oportunidade de atender outros coaches em suas especialidades, e viver esta experiência maravilhosa de troca, conhecer novas técnicas e ferramentas.

Um processo de coaching para coaches pode ser de forma geral um processo completo de evolução, através do trabalho em si, e da mentoria, pela captação de novos aprendizados e técnicas usadas por outros profissionais.

O simples fato de olhar de perto o que o mercado tem feito pode gerar resultados incríveis para seus próprios métodos – além, é claro, de aprender a valorizar o tipo de trabalho que está fazendo.

Você que é coach – já passou por um processo de coaching? Compartilhe conosco nos comentários.

Assine, não perca nenhum conteúdo:

Um coach deve ser cliente em um processo de coaching?
5 - 2 votos
SistemizeCoach
Siga-me

SistemizeCoach

Uma única plataforma para gerenciar todo o processo de coaching. Com a SistemizeCoach, você não precisará de Excel, Word e Outlook para gerenciar as suas sessões.

Crie ferramentas visuais, armazene o histórico de suas sessões e tangibilize o processo com relatórios completos para o seu coachee.

CONHEÇA A PLATAFORMA
SistemizeCoach
Siga-me

Últimos posts por SistemizeCoach (exibir todos)